AO DEUS DESCONHECIDO

O apóstolo Paulo, divinamente inspirado pelo Espírito Santo de Deus, disse:  Passando  eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais não o conhecendo é o que eu vos anuncio.

O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens.

Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas;   e de um só fez toda a geração dos homens para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados e os limites da sua habitação,  para que buscassem ao Senhor, se, porventura, tateando, o pudessem achar, ainda que não está longe de cada um de nós.

Porque  nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração, não havemos de cuidar que a divindade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida por artifício e imaginação dos homens.

Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, em todo lugar, que se arrependam,  porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do varão que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dos mortos (Atos 17.17-31).

Lamentavelmente, hoje os líderes das instituições religiosas continuam instruindo seus seguidores a adorarem a um deus desconhecido, semelhante aos deuses feitos por mãos humanas, que não tem poder algum, e ainda lhes atribuem alguma honras  como se tivessem algum aparência de santidade, mas nada significada para os seus adoradores, porque o seu fundamento é direcionado a aquisição de bens deste mundo, principalmente prosperidade material, o bem estar físico e financeiro, como se os seus servos estivessem imunes a todos os desajustes sociais, financeiros e espirituais. Honram a Deus com os lábios, mas o coração está longe dos seus mandamentos, em vão O adoram, ensinando-lhes doutrinas que são preceitos de homens.

E não é difícil identificar isso, observem que a adoração nas instituições religiosas eclesiásticas (apelidadas de igreja), são liturgias materiais, com palmas, dança, teatro,  oração no monte, campanha, jejum, dízimos,  ofertas, e outras obras artificiais criadas pelo homem com a finalidade de aproximar do Senhor.

Mas Cristo, ao entregar o seu Espírito ao Pai, o véu do templo rasgou-se de alto a baixo, e toda obra da lei foi abolida, e hoje não há outra forma de aproximarmos do Deus Altíssimo a não ser pela fé, e isso não vem de nós, é dom de Deus, pela graça somos salvos, independente de qualquer ritual ou esforço próprio.

Quando o Senhor dialogava com a mulher samaritana no poço de Jacó (João capítulo 4), e a mulher reconhecendo-O como um profeta de Deus, disse-lhe: Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.

Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai.

Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.

Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem.

Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.

Amados, é difícil esclarecer isso dá um aperto no coração, mas inúmeros são os irmãos que não conhecem  o deus que adoram, porque creem na doutrina imposta pelo homem. E no grande e Terrível Dia do Senhor, Ele não o culpado por inocente, e lhes dirá abertamente: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus (Mateus 22,29).

Errou porque confiou no homem, ao invés de fazer como os irmãos de Beréia, que receberam a Palavra de bom grado, mas conferiam tudo nas escrituras, se estas coisas eram mesmo assim (Atos 17.10, 11).

Por que precisamos ser prudente e não confiar no homem? Porque o compromisso do Mestre com a doutrina do Evangelho encerra-se em Apocalipse, desde então o que for acrescentado é maldição (Gálatas 1.8), e o Senhor exortou dizendo:   Se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro.

E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida e da Cidade Santa, que estão escritas neste livro (Apocalipse 22.18, 19).

www.cristoeaverdade.net - 2020 - Web Designer by Anselmo Perroni
Apresentação

Apresentação do site

Quem Somos